2018: saiba quais as 5 previsões sobre gestão de dados

O que 2018 revelará para o mercado da gestão de dados? Procurei por opiniões de especialistas sobre as tendências de tecnologia para 2018 e combinei-as com as minhas para revelar as cinco principais tendências que vamos observar, este ano, no que concerne à gestão de dados.

1 – O movimento de dados ganha importância

Os fornecedores de cloud provaram que é fácil criar e implementar novas aplicações com um custo mínimo. Isto significa que existirão mais aplicações na cloud – e que gerarão mais dados (na cloud).

Mas a transferência de dados em infraestruturas cloud implica um investimento dispendioso. Até agora os fornecedores de gestão de dados concentraram-se na velocidade e flexibilidade, e não no minimizar da movimentação de dados. Com o aumento da adopção da cloud as organizações redireccionarão as suas atenções para a redução de custos através da minimização da movimentação dos dados. O movimento de dados em clouds híbridas e inter-clouds tornar-se-á uma área de foco para soluções de gestão de dados. Estas diferenciar-se-ão pela forma como eliminam a movimentação de dados entre clouds e as infra-estruturas locais, disponibilizando novos conceitos criativos.

2- A protecção de dados está na mente de todosGDPR

Os dados assumiram o papel que o petróleo tinha no século passado: um factor em crescimento. À medida que as empresas se apercebem disto e se esforçam para recolher mais dados os consumidores estão cada vez mais conscientes da quantidade de dados pessoais que estão a ser recolhidos e armazenados. A confiança numa organização foi sempre um dos principais factores para o comportamento do consumidor e será ainda mais determinante num futuro digital.

Proteger os dados pessoais sensíveis e mostrar que os dados pessoais são usados apenas para o bem tornar-se-á ainda mais crítico para as organizações. As soluções de gestão de dados abordarão esse aspecto em 2018, principalmente dado que o novo Regulamento Regulamento Europeu Geral de Protecção de Dados (vulgo GDPR) entra em vigor em Maio.

3- A gestão de dados em tempo real direccionará o futuro.

Estamos a aproximar-nos de um mundo em tempo real onde os dados são gerados de forma constante permanecem relevantes apenas por um pequeno período de tempo. A Internet das Coisas (IoT), com todos os tipos de novos sensores e equipamentos é a principal impulsionadora desta tendência. 2018 mostrará uma procura mais forte por recursos em tempo-real sofisticados que permitam às organizações processar volumes, em rápido crescimento, de dados em tempo real. Todas as organizações que procuram se transformar em empresas orientadas a dados terão de considerar, mais do que nunca, o processamento de dados em tempo real. Esta procura crescente influenciará, em 2018, a adopção de plataformas de gestão de dados.

4 – O machine learning aumentará a gestão de dados

Os algoritmos de machine learning continuarão a enriquecer as plataformas de gestão de dados. Os utilizadores encontrarão suporte adicional de capacidades integradas de machine learning enquanto exploram, perfilam, limpam e analisam dados. As técnicas de machine learning identificarão relações entre dados para ajudar o utilizador a efectuar integrações, uniões e outras operações de dados. o objectivo é o de aumentar a produtividade do consumidor de dados e tornar a gestão de dados mais difusa, ao mesmo tempo que tornam os dados mais “conscientes”.

5 – Self-service e aumento da produtividade

O software tradicional de gestão de dados foi criado para aumentar a produtividade do departamento de TI. Mas, com o aumento das análises self-services este foco está a mudar para o aumento da produtividade do consumidor de dados.  Em 2018 a gestão de dados emergirá para ser mais amigo do consumidor de dados e, com isso, conseguir abordar as necessidades de mais utilizadores (10 vezes) do que no passado. O crescente número de consumidores de dados e o seu apetite por serviços self-service, por mais conhecimento e pelo aumento da produtividade, está por detrás desta tendência.

2018 trará novas inovações e tendências para a gestão de dados. Por isso mantenha os seus olhos abertos e continue a aprender.

Helmut Plinke, Principal Business Solutions Manager no SAS

Deixar uma resposta