Analíticas e Millennials: um futuro entrelaçado

analiticasO mercado (e o mundo) está a mudar e as empresas enfrentam novos desafios. Por um lado, lidam hoje com uma quantidade de dados nunca antes vista, fruto de tecnologias como a Internet das Coisas (IoT) e dos inúmeros equipamentos electrónicos disponíveis no mercado, o que implica, obrigatoriamente, uma nova forma de abordar o negócio e, por outro, têm de conseguir cativar e reter uma geração que tem uma mentalidade muito própria. As empresas que se destacarão serão aquelas que conseguirão actuar em simultâneo nas duas vertentes.

Antes de mais convém referir que o investimento em analíticas é muito mais do que apenas comprar um novo software. Implica repensar toda a estratégia da empresa, criar uma nova cultura corporativa, investir nos recursos humanos e, principalmente, conseguir atrair (e reter) a nova geração de profissionais. Profissionais que estão à vontade neste novo mundo de dados e que tratam por tu temas como análise e visualização de dados.

São duas realidades que estão intimamente ligadas. Isto significa que as empresas não só têm de pensar numa nova forma de funcionar, mas também de repensar a forma como atraem e retém talento. A forma tradicional de recrutamento não se adequa aos Millennials. E o mesmo ocorre com as formas de recompensar os colaboradores ou definir o seu percurso profissional.

Esta não é uma tarefa fácil, mesmo porque é algo ainda relativamente novo. Mas há formas de tentar antecipar-se à concorrência. Ou, pelo menos, de não ficar (muito) para trás. Como? Assistindo a webinares ou formações disponíveis, estando atento ao que acontece no mercado, mas, principalmente, ter a capacidade de ouvir o que os Millennials dizem e adequar a mensagem à estratégia da empresa.

No IDG Tech Talk, realizou-se o SAS Big Data Forum, que versou sobre “Analytics and Millennials”. Uma sessão de cinco minutos onde Analise Polsky, Business Solutions Manager no SAS, explicou como as organizações podem atrair (e reter) esta nova geração de talentos.

Adicionalmente, e sobre o mesmo tema, está disponível, via on demand, um webinar, onde a executiva, ela própria uma Millennial, explica o que diferencia esta nova geração, a sua relação com as analíticas, as vantagens de as empresas recorrem à sua utilização (combinada) e de que forma terão de alterar a sua politica de recursos humanos.

Pode obter mais informação assistindo, gratuitamente, ao webinar: “Analytics and Millennials” e ouvindo a talk “SAS Big Data Forum Ep. 6: Analytics and Millennials”.

Sobre Analise Polsky, Business Solutions Manager, SAS
O entusiasmo de Analise Polsky começou com a sua pesquisa académica em Antropologia e Economia, o que lhe deu oportunidade de trabalhar numa série de projectos de investigação em todo o mundo. O completar o seu mestrado em Saúde Pública levou Analise a desejar aprender mais sobre a ligação entre cultura e tecnologia e comportamentos organizacionais. O que se traduziu em anos de treino técnico numa variedade de aplicações de software e de gestão de dados e no trabalho, como consultora, para clientes SAS. Analise foi treinada para questionar o status quo – uma característica útil quando se trata de avaliar a gestão de dados, iniciativas de experiência, analíticas e programas de fidelidade dos clientes.

Deixar uma resposta