Livros: para saber tudo sobre as analíticas em Big Data

livro_2Quer ser um especialista em Big Data? Saber todos os seus segredos? Ficar a par das última novidades em termos de analíticas em Big Data? Então recomendamos a leitura deste livro: “Analytics in a Big Data World: The Essential Guide to Data Science and its Applications”.

Quer saber mais sobre como as analíticas e o Big Data estão a ser aplicadas hoje em dia, no mundo real? O professor Bart Baesens (autor do livro), com a sua experiência em investigação em analytics, gestão de atendimento ao cliente, análise web, gestão de risco de crédito e detecção de fraude permitiu-lhe escrever vários livros e ser convidado, como orador, para conferências internacionais.

Foram as suas experiências que o levaram a escrever o seu novo livro, “Analytics in a Big Data World: The Essential Guide to Data Science and its Applications”. Nele, entre outras coisas, o autor explica que a regressão logística é o método (tradicional) mais valioso para analisar o Big Data em ambiente corporativo – porque permite classificar e prioritizar. E que, no futuro, provavelmente será a análise das redes sociais.

Mas Bart Baesens faz uma ressalva. Redes sociais não são só sites como o Facebook, Twitter ou Linkedin. As redes sociais que ele acredita que serão determinantes no futuro são todos as redes que estejam de alguma forma ligadas (ver a imagem).

Bart Baesens exemplifica com o cenário de uma operadora de telecomunicações. A rede pode ser criada tendo por base os dados gravados das chamadas recebidas (no atendimento ao cliente), onde os nós representam os clientes e as linhas as ligações telefónicas entre eles. Num cenário de detecção de fraude os nós poderão ser contas em branco e as linhas transferências monetárias entre essas contas.

Estas ligações e análises só são completamente perceptíveis utilizando ferramentas de visualização de dados. Razão pela qual Bart Baesens defende a integração entre estas tecnologias e o Big Data.

livro_1O que é a análise das redes sociais?

As redes sociais são tipicamente ilustradas através de uma série de nós e linhas e a interligação entre ambos. Neste exemplo Bart Baesens debate o efeito viral do churn. Os nós (ou círculos) são os clientes de telecomunicações individuais e os laços mostram como cada pessoa pode influenciar as decisões de outros clientes para mudar de operador.

Fica a sugestão de leitura. Esperamos que gostem!

 

Deixar uma resposta